<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

em casa de ferreiro... - 28/05/2007

Na boa, só ferreiro trouxa ainda possui espeto de pau.

P.S - Eu sou trouxa, mas pelo menos o meu é de cedro

Marcadores:

Selph - 12:00 PM

0 Comentários

*rubro* - 22/05/2007

Vergonha alheia é uma coisa esquisita...

No geral, soa mais como compaixão do que como desprezo.

Marcadores:

Selph - 11:40 AM

0 Comentários

da química... - 16/05/2007

Uma das coisas mais complicadas de encarar são situações em que vc se torna um catalisador

catalisador - adj. e s. m., Quím.,

substância que tem a propriedade de acelerar ou retardar a velocidade de uma reação química sem se alterar no decorrer deste processo;

o que provoca a catálise.



catálise - do Gr. katálysis, dissolução, destruição

s. f.,
ação aceleradora das combinações químicas pela simples presença de certas substâncias;

ação provocada pelos catalisadores.



Ou seja...

...quando vc se torna peça fundamental em algo e mesmo sem querer desencadeia uma série de reações e situações diferentes nas pessoas envolvidas.

Esse "algo" pode ser desde uma amizade até as raias mais obscuras da obsessão.

Ou da conveniência. Já que ambas (obsessão e conveniência) costumam a andar juntas.

Existem dois tipos de catalisadores:

1 - Aquele que tem noção do que está acontecendo em tempo real
2 - Aquele que não tem noção do que está acontecendo e só vai perceber muito tempo depois. Se perceber.

Ser catalisador por vezes é cruel. A impressão que se tem é de que todo mundo joga o peso das decisões nas suas costas. Vc está em diversos lugares ao mesmo tempo e sempre em posições desfavoráveis.

Depois de um certo período percebe-se que o catalisador se aproxima mais a um testa de ferro do que a um narcisista. Daí o titulo do post, no inicio a sensação de estar na boca das pessoas é um belo amaciante pro ego, entretanto isso se torna falso ao aflorar a noção de que vc foi mais uma desculpa pros atos que as mesmas pessoas cometeram.

Em suma, catalisadores têm vida curta num grupo e sofrem justamente por se misturarem demais com todos. Num certo momento, tais intimidades cobram seu preço e o pato sempre sobra pra quem estava, invariavelmente, em quase todas as situações...

...não que existam "vilões" ou "mocinhos". Trata-se apenas de gente, e por ser gente, é passível de quase sempre existirem mais erros do que acertos.

Marcadores:

Selph - 1:50 PM

0 Comentários

a próxima geração - 02/05/2007

Já repararam como toda geração pega um grupo de pessoas que tem um comportamento "característico" e os transformam em Judas?

Pra logo depois os idolatrarem?

Pelo que pesquisei (li, vi, ouvi) foi mais ou menos assim:

Anos 50: Fim da Segunda Guerra Mundial. Em todos os lugares brotam os chamados "rebeldes sem causa" ou "juventude transviada", que no final das contas eram alguns mauricinhos posando de malvados. Roupas de couro, lambretas envenenadas, músicas estranhas (o rock naquela época além de ser novidade tmb era subversivo) e um estilo "viva la vida loca".

Maior representante:


O eterno rebelde sem causa James Dean


Anos 60: Tem inicio a Guerra Fria. Os hippies aparecem como a nova onda subversiva. Surgem vários movimentos que ganharam força nas próximas décadas. Feminismo, Direitos Humanos, Ecologia, Direitos Raciais. No mais, toda uma cultura "alternativa" começava a despontar. Woodstock foi o auge. Drogas alucinógenas tmb.

Maior representante:


Vários, porém eu escolheria Jimi Hendrix por emplacar melhor o espírito hippie.


Anos 70: Os padrões começam a ser assimilados. O mundo se cansa de tanto "Paz e Amor, bicho". Logo, por não se fazer ouvir da maneira pacífica, as pessoas decidem se fazer ouvir pela maneira anárquica. Eis que os punks chegam cuspindo na cara do sistema capitalista e de quem mais se meter a besta. Enquanto isso, o resto da humanidade se rendia ao mainstream da "era da discoteca".

Maior representante:


Difícil, teve o Dead Kennedys pela figuraça que foi o cantor e compositor Jello Biafra, mas eu fico com o The Clash pelo conjunto da obra.


Anos 80: Ressaca nº 1. Uma gigantesca "leseira baré" toma conta do mundo. O pessimismo anda em alta (por mais contraditória que a frase seja). Foi a chamada "Década Perdida", porém em meio às cinzas do que sobrou dos anos 70, surgiram jovens "promissores" tanto na carreira quanto na vida social. Foram chamados de yuppies e se mostraram ao mundo como materialistas de primeira e workahollics inveterados. Drogas em demasia, egos superinfaldos e ascensão do capitalismo a nível continental proporcionaram o ambiente ideal para estes jovens que antes de mais nada aprenderam cedo o significado da expressão "Capitalismo Selvagem". Em outras palavras, playboys ou melhor dizendo mauricinhos.

Maior Representante:


Talvez o já falecido herdeiro dos Kennedys, John Kennedy Jr.


Anos 90: Ressaca nº 2. Na melhor das tentativas, os anos 90 ficaram no "quase". Ocorreram diversas mini revoluções, desde a explosão da Informática até a exposição das mazelas humanas mais evidentes. Correndo por fora nos anos 80, eis que finalmente aquela estirpe de pessoas que se amarravam em tudo que era relacionado a informática, quadrinhos e ciência aparece: os nerds. Começaram tímidos e sem muito jeito pra coisa (como todo nerd que se preze), mas em pouco tempo já eram conhecidos como os novos esquisitões da época.

Maior Representante:


Sem sombra de dúvidas, Bill "Microsoft" Gates.



Ok, ok. Mas o que tem a ver os alhos com bugalhos nisso tudo?

Simples. Todos os "judas" acima citados foram incompreendidos num primeiro momento, ou seja, quando surgiram. Seu modo de vida diferente acabava por chocar, rivalizar ou simplesmente chamar a atenção da massa. Daí que, se no principio eles eram incompreendidos, afastados, quiçá odiados, algum tempo depois aparecem como a bola da vez no que diz respeito ao comportamento da massa.

Sendo assim, os subversivos, esquisitões e radicais de ontem, se tornaram a mais nova sensação de hj.

Não é preciso pensar muito. E quase como se uma década perdoasse, ou melhor, assimilasse as "mancadas" da outra e até as adotasse como novo padrão a ser seguido.

Nos casos citados:

- Juventude transviada e que adora Elvis, Litle Richards entre outros, já não é mais mal vista como era nos anos 50. Ao contrário, é tudo tachado como saudosismo e inocência. E até pouco tempo depois do seu surgimento, ascenderam como nova febre mundial sendo imitada em todas as partes do globo

- Hipongas ainda são motivo de piada hj em dia, mas com o surgimento dos neo hippies e da consciência de coisas como a Ecologia e a importancia de ter uma vida in natura, até que se tornaram normais e corriqueiros. Aliás, pouco tempo depois do seu surgimento, ascenderam como nova febre mundial sendo imitada em todas as partes do globo

- Os punks nem se fala né? Assim como os hippies, estes agora podem ter seus "produtos" comprados em qualquer butique. O Supla que o diga. Sem contar que...pouco tempo depois do seu surgimento, ascenderam como nova febre mundial sendo imitada em todas as partes do globo

- Os yuppies como já foi descrito acima são os mauricinhos de hj em dia. Talvez com menos drogas e mais responsabilidades. Mesmo pq muita grana desde muito cedo corrompe mais do que edifica. Não que isso seja um problema já que pouco tempo depois do seu surgimento, ascenderam como nova febre mundial sendo imitada em todas as partes do globo

- Ah os nerds... Como num mundo cada vez mais globalizado (cultura pop) e informatizado (geeks) eles não teriam mais e mais espaço? Não resta dúvida de que pouco tempo depois do seu surgimento, ascenderam como nova febre mundial sendo imitada em todas as partes do globo


Er...

Só mais uma coisa...

Se a História é mesmo uma roda de repetições e tudo seguir o seu padrão normal...

Quem são os "judas" de hj em dia? Que seguindo essa minha lógica de jerico se tornarão os modelos da próxima década ou geração?


Tenha medo, muito MEDO!

Marcadores:

Selph - 4:00 PM

0 Comentários