<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

um jogo de você

Realidade é aquilo que é mais conveniente pra vc.

Às vezes penso que pequenos milagres são operados em cada relação. Seja profissional, de amizade ou pessoal.

Milagres... que conveniente!

Não é ruim. É prático. Tanto que na maioria das vezes cada um sai com o seu e feliz. Visões de vida são as coisas mais pessoais, e ao mesmo tempo populares, que existem.

Já na hora de meter a cara, cada um faz o que pode e tamos conversados. E é justamente por isso que eu deixei de lado a porção "manipuladora" que tinha. No fundo, eu tava resguardando demais o meu lado...

Não penso em abandonar de vez essa questão do "resguardo", apenas não me importo mais como antigamente. Já saquei que tanto o diabo quando o anjo que cada um possui nos ombros são muito mais produtos da realidade pessoal do que do mundo externo.

Alias:

Se eu jogava fazendo firula, agora eu jogo fácil.

Se eu me julgava em demasia, agora vivo de habeas corpus.

Se eu era classe universitária paulista, agora sou proletariado.

Se eu fazia parte de um circo de narcisos, agora faço parte da fila.



De um cinema.

Marcadores: , ,

Selph - 11:10 AM