<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

In Loco

Já foi do weblogger, já foi pra destilar, já disse "mas sim, mas não", já cruzou a linha do virtual-real...

...agora só passa. Contínuo.
(manaus - am - desde 2004)

inloko again - mail

papel e caneta

Pronto. Aí está o que alguns bloguemios quiseram ver no guardanapo do Fellice

Tá a maior palha (como a Theya costuma a dizer), mas estranhamente ele teve um efeito profético (ou nem tanto). Que seja, sem mais comentários sobre aquela noite.

---




I

Então...

Um lobo não precisa uivar toda noite para* a Lua. Se prestar atenção ao redor, ele verá que toda alcatéia tem o seu momento de abandono.

Um pequeno e simples abandono...

...um pequeno lapso naquele que não pára e...

...ele fica só.

Só, ele vê melhor
Só, ele se perde facilmente
Só, ele não gosta

Mas assim, ele consegue se ver.

Ele ri dos estereótipos equivocados que insistem em lhe agregar ->

---


Image hosted by Photobucket.com


-> II

"Lobo Solitário"

HAHAHA!

Todos deviam saber que os lobos estão entre os seres mais gregários que existem. Vivem em bandos...

Mas esse fato não os impede de uivar em* todas as noites de lua cheia. Pois as suas melancolias nem eles mesmos conseguem explicar*. Apenas sentir.

E sentindo, ele vai indo.

Até que o seu clamor o liberte e o* torne parte de um universo harmonioso.

No qual um dia ele* irá habitar

Para todos os que* uivam ou contemplam

Este é o meu canto!

---


*alguns erros e esquecimentos, não todos, pois eu erro muito.

Selph - 7:59 AM