<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

cinzas...

É só o que sobra.

Depois de várias "batalhas" por entendimento, por posições, idéias, argumentos, mentiras e verdades... O que sobra no final são cinzas. Cinzas de coisas, cinzas de pessoas.

O Bloguemia Cabocla foi um grupo que existiu dentro de 7 cabeças, de 7 blogueiros, durante aproximadamente 7 meses...

Parece a Besta do Apocalipse, mas não é. Ou melhor, não foi.

Cada um (ah! eu poderia falar sobre cada um, mesmo que superficialmente) tinha uma personalidade extremamente diferente. Personalidades diferentes, mas com um gosto em comum: escrever. E foi assim que aconteceu. Nós conhecemos, porém, além disso, nós misturamos. Muito.

Entenda por mistura desde alguns romances furtivos até um namoro e amizades que nasceram.

E como o cachorro que vive preso e quando sai pra rua faz merda, nós 7 começamos a pagar o preço de termos nos misturado tanto. Ciúmes, brigas, alguns xingamentos aqui, outros apelidos carinhosos acolá.

Um membro que se retira, outro que se isola, outro que viaja e fica longe por dois meses. Gente tentando reviver as cinzas e gente botando mais lenha na fogueira do circo.

Tudo isso num espaço de tempo relativamente curto.

Agora eu sei. Pessoas não se misturam por imposição, mas sim por vontade própria. O lance é que a vontade própria às vezes é tão forte que se torna uma imposição.

E os diferentes se misturam pra tentar se entender, coisa que muitas vezes acaba transformando-os em vitimas dessa imposição.

Coisas da idade, da empolgação e pq não? Da imaturidade de todos nós...

Hj em dia o Bloguemia está mais que morto. Está extinto.

Morte é diferente de extinção. Morte pode acontecer com qualquer um, entretanto a espécie, o que sobra, segue em frente. Já a extinção é total e irrestrita.

Talvez eu só esteja enxergando isso de maneira individualista. Alias outra característica que o grupo teve muito. O individualismo total em alguns. Eu incluso.

E hj, olhando pra ultima "batalha" que ocorreu, vendo como os relacionamentos se desgastam e entendendo que isso faz parte de ciclos, eu pergunto: o que aprendi com tudo isso?

Realmente a experiência nos torna mais sábios? Mais humildes? Mais... humanos?

Ou estamos numa roda de repetições cujo principal objetivo seja, cada vez mais, mostrar-nos ao mundo como verdadeiramente somos, até escorregarmos novamente nos nossos próprios erros?

É triste o desenrolar de algumas coisas. A gente tenta tirar o melhor de cada desfecho, mas tirar alguma coisa de cinzas é difícil. A fênix não costuma a dar o ar de sua graça sempre...

Parece muito triste? Pois é. Este é primeiro escrito assumidamente triste que coloco aqui. É triste lutar contra quem antes estava do seu lado. É triste cometer erros feios ou ser vitima deles. É triste saber que as coisas acabaram em cinzas e não em esperanças.

Bem, dizem que alguns tipos de cinza são bons pra adubar. Veremos se o que planto hj dará uma boa colheita amanhã.

Marcadores:

Selph - 2:45 PM