<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Orkut é...

...interessante num primeiro momento.
...interativo num segundo momento.
...cotidiano num terceiro momento.

O Orkut é de momentos. E momentos rápidos.

Assusta pela dimensão. Um internet dentro de outra. Mas o culto à inutilidade de algumas comunidades me deixa confuso. Porém, eu prefiro uma saudável e divertida inutilidade de umas comunidades do que o pretensioso engajamento em causas “importantes” de outras.

Ufa! Isso soou denso demais.

Um exemplo clássico disso é quando surgem comunidades que se destinam a falar mal de sociedades, hábitos ou lugares.

Elas fazem vir à tona toda a hipocrisia dos que acham que vão mudar opiniões alheias com seus argumentos sobre determinado tema. Desnecessário dizer que tais seres só ligam os holofotes sobre os seus argumentos “do contra” e nunca sobre os seus argumentos “a favor”. E ambos os lados adoram se pegar em contendas que ultrapassam os 100 posts.

É quase como se eles necessitassem de confronto.

Oh! A discussão nossa de cada dia...

Alguns quando acuados, caem no velho lugar comum: “...é apenas uma crítica construtiva” ou “é a minha opinião, vc não precisa concordar com ela”

Sei... como se posts atrás tal indivíduo não tivesse usado várias pás de merda pra tentar enterrar a sua opinião.

Nessas surgem tiradas engraçadas:

“Vc pensa o que? Que eu sou um filhinho de papai que nem vc? Eu trabalho meu filho! Não tenho tempo a perder com tais besteiras!”

Essa veio de um tiozinho (uns 35 anos) que repreendia um garotão por este não ter “visão política” numa comunidade que fala sobre a nossa adorada cidade.

Engraçado como na ultima frase ele diz que “...trabalha e não tem tempo pra perder com tais besteiras” . Sei... e o que ele está fazendo na internet então? Mais especificamente no Orkut?

Conheço gente que caça comunidades extremistas só pra entrar lá e discordar de tudo e todos. É um tipo de diversão, nada contra, só acho que deve enjoar muito rápido...

E assim vão minando as possibilidades de achar algo interessante por lá. Creio que num futuro não muito distante, o Orkut se transformará em um imenso catalogo de gente. As comunidades mais famosas virarão sites e os perfis do indivíduos se restringirão apenas a informar os dados necessários, sem essa viadagem de “fã”, “scrap” e “testemonial”, aliás, tem coisa mais manjada do que um “scrap” ou “testemonial” ?

Se a pessoa se dá ao trabalho de entrar no teu perfil e ainda esperar a porra do servidor carregar pra deixar uma mensagem, vc ainda acha que tal mensagem será pra falar mal?

Claro que não. O contrario da estima é a indiferença e não a vontade de criticar. E isso serve de carapuça pra mim tmb. Afinal...

Os blogs também conseguem ser tão nojentos, egocêntricos e manjados como os profiles do Orkut.

Eu não odeio esse vassalo do Google, só acho que a utilidade dele de conhecer pessoas está virando um idolatrar posers de 5.6345 friends, cuja maioria dificilmente ele conhecerá mais do que em 25%...

Orkut é um palco. Imenso, mas não deixa de ser interessante.

Por uns 5 minutos...


parece coleção de figurinhas... humanas.

Selph - 10:29 AM