<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

oh, Dan...

Quem já leu tudo de Dan Brown (eu), deve ter notado uma sutil semelhança entre TODOS os personagens de seus livros.

Explico, parece que o celebrado autor criou apenas uma única e exclusiva fôrma para seus personagens. Tanto que após ler os 4 livros dele, fiz uma linha de "coincidências" e semelhanças entre as personagens.

Aviso: Contém spoilers


+++


Os protagonistas:

Robert Langdon (Código Da Vinci e Anjos e Demônios)
David Becker (Fortaleza Digital)
Michael Tolland (Ponto de Impacto)

"Coincidências": Todos são professores ou especialistas em alguma coisa. Geralmente passaram da casa do 35 e fazem o tipo "coroa charmoso". São discretos, educados, honestos e gostam de fazer esporte.

As protagonistas:

Sophie Neveu (Código Da Vinci)
Vittoria Vetra (Anjos e Demônios)
Susan Fletcher (Fortaleza Digital)
Rachel Sexton (Ponto de Impacto)

"Coincidências": Todas são belas mulheres que passaram da casa dos 30 e que são totalmente auto-suficientes. Inteligentes, bem resolvidas e independentes. Ah sim, corpos esculturais.

Os assassinos:

Silas (Código Da Vinci)
Hassassin (Anjos e Demônios)
Holohot (Fortaleza Digital)
Força Delta (Ponto de Impacto)

"Coincidências": Caracterizados pelos detalhes inóspitos que o autor insiste em frisar: fanatismo, doenças e frieza. São perfeccionistas e costumam chamar a atenção por algum detalhe físico.

Os que pareciam vilões e não eram:

Bezu Fache (O Código Da Vinci)
Maximilian Kohler (Anjos e Demônios)
Greg Hale (Fortaleza Digital)
Marjorie Tench (Ponto de Impacto)

"Coincidências": Tmb chamam a atenção pela descrição física. Determinados e donos de personalidade forte e marcante. Sempre se fodem no final. Com execção de Bezu Fache.

Os vilões:

Leigh Teabing (Código Da Vinci)
Janus (Anjos e Demônios)
Strathmore (Fortaleza Digital)
William Pickering (Ponto de Impacto)

"Coincidências": São sempre tidos como os "cérebros" ou gênios do mal da trama. Planejam tudo nos mínimos detalhes, e tudo teria dado certo senão fossem esses garotos intrometidos e esse cachorro...er... desculpa, ficção errada. Enfim, são a cereja do bolo, mas como o roteiro por vezes é previsível demais a coisa desanda...

Os mortos que desenrolaram a trama:

Jacques Saunière (Código Da Vinci)
Leonardo Vetra (Anjos e Demônios)
Ensei Tankado (Fortaleza Digital)
Dr. Charles Brophy (Ponto de Impacto)

"Coincidências": Bem, fora as mortes grotescas e o fato de todos serem estudiosos famosos ou respeitados, alguém tem morrer no inicio né? Batidão...

As instituições

OPUS DEI e Priorado de Sião (Código Da Vinci)
Vaticano e CERN (Anjos de Demônios)
NSA (Fortaleza Digital)
NASA e NRO (Ponto de Impacto)

"Coincidências": TODAS são reais. Senão tiver um aviso no começo do livro, tem em alguma parte. É característica de Brown utilizar instituições verdadeiras pra dar credibilidade as suas obras.


+++


De veras, ainda tem as ditas "armas" ou "motivos bombásticos" que no final das contas acabam por água abaixo (lógicamente né?). Outra coisa bem normal é que as estórias sempre terminam em sexo (na verdade com o casal em vias de fazer, ou com perspectiva, hehe).

Tirando essas "Coincidências", até que a obra do cara tem lá a sua credibilidade. Aliás, eu estou ansioso pra assistir a versão cinematográfica do Código Da Vinci.

Mas espero que no futuro ele pare de se repetir tanto e sai dessa linha "paulo coelhiana" de clichês. O auto plágio é perigoso (os Engenheiros do Hawaí que o digam) e pode levar a bancarota.

E pra quem quiser aprender a fazer um thiller "browniano", eis
aqui um link interessante.

Selph - 5:20 AM