<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

o que vc acha?

Ainda agora, tomando café no refeitório, estava assistindo (não que eu quisesse, não tinha escolha...) ao Mais Você da Rede Globo. Era uma entrevista sobre alguma idiotice a respeito de relacionamentos, baladas e afins. Eu não sei quem eram os entrevistados, só sei que estavam todos na faixa dos 25 pra cima.

Como não poderia deixar de ser, clichês e mais clichês redundantes. Porém, isso já é default na TV brasileira, então nem liguei muito. Entretanto, não sei pq acabei me incomodando deveras com o nível de achismos que os entrevistados e a apresentadora usavam.

Achismo - muleta do linguajar cotidiano

O cara do refeitório troca de canal e coloca num noticiário. Entrevistas na rua e... mais achismos! Desta vez impregnados com uma soberba vontade de dizer a "verdade"

Argh!

Ninguém mais tem certeza do que fala não?

Eu tenho...

...tenho certeza de que essa coisa de "achar isso, achar aquilo" é totalmente reflexo de um época em que tudo tem que ser maleável pra poder sobreviver. Até as opiniões e lógico: as pessoas.

Ninguém quer desagradar totalmente. É uma imparcialidade que me deixa entediado.

Parece que todos estão em cima do muro.

O mais chato disso é que geralmente a pessoa usa o achismo como respaldo. Caso a sua idéia se mostre equivocada lá na frente, ela pode alegar que "achava" e não que tinha dado a palavra. O medo de defender os seus argumentos impera, sendo que quase sempre esses argumentos são frutos de opiniões alheias. Ironias...

Se não tem certeza fique calado. Ou pelo menos diga "eu creio" em vez de "eu acho"

Soa mais digno

"Com certeza"?

Não. Essa é outra muleta detestável... Ninguém mer... ARGH!

...já fui contaminado.

Selph - 8:09 AM