<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

os 25% do país

Muitos dizem que a região norte é atrasada devido ao seu isolamento geográfico e ao fato da região não ser lá muito aprazível.

Até concordo, é quente, úmida, ou seja abafada, o custo de vida é alto e não existem muitas opções de entretenimento. E (que Deus não queira) em breve talvez não existam mais de emprego...

Porém, temos um ás na manga, a floresta! Morar numa região com a maior biodiversidade e estoque de água doce de planeta tem lá o seu valor. Valor altíssimo por sinal. E muito esquecido pelos brasileiros diga-se de passagem...

Aqui é simplesmente outro mundo. Não é o Brasil que a maioria conhece pela TV. O ar, a comida, os costumes, a cultura, o nível de informação e até o ritmo é diferente.

Diferente de uma maneira que muitas vezes eu considero ruim. Mas não é só culpa nossa.


"No final do séc. XIX,
a extração do látex das seringueiras da
Floresta Amazônica atraiu dezenas de
milhares de migrantes e o interesse de
grandes companhias extrativistas, em
especial européias e norte-americanas.
A economia cresceu rapidamente até o final
do século e Manaus, capital do estado do
Amazonas, ganhou ares europeus, expressos
em sua arquitetura e, em especial, no que
veio a ser o símbolo da riqueza do período:
o Teatro Amazonas."



E o resto da história, todos nós que moramos aqui e que estudamos a 6º série, sabemos:


"Nas primeiras décadas do século XX,
com a concorrência da borracha asiática,
a borracha amazônica perdeu mercado e a
economia regional entrou em rápido declínio,
voltando a recuperar-se apenas em meados do
século XX, a partir de iniciativas do Governo
Federal."



Ou seja: Ficamos num hiatus o resto do séc., ignorados pelo Sul Maravilha e defasados em relação ao mercado asiático que utilizava a mais alta tecnologia da época para a extração de borracha.

Vcs sabem o que acontece quando uma região que já foi rica tem a sua fonte de renda cortada e fica em hiatus?

Os exemplos estão na História do mundo:

* Paraguai após a guerra

* Roma após a queda do Império, nessa época a ignorância era tanta que os nativos da cidade achavam que o Coliseu tinha sido construído pelos deuses do Olimpo.

* Cuba após a queda da União Soviética

* Hong Kong após a saída do ingleses

Então, decadência...

Se as coisas tivessem sido um pouco diferentes, talvez hj nós fossemos o Estado mais rico do país. Tanto econômica quanto culturalmente.

No início dos anos 80 experimentamos um certo up com a vinda da Zona Franca. Logicamente pra suprir tal pólo comercial tivemos o aval de criar o Distrito Industrial.

Várias empresas migraram pra cá e com a vantagem de não pagarem uma dúzia de impostos. Entretanto, parece que o Brasil (ou melhor São Paulo) não gosta muito da gente. Da ultima vez que levaram essa discussão adiante ficou acertado que a Zona Franca existiria até 2013.

Consequentemente se a Zona Franca deixar de existir, milhares de empresas do Distrito Industrial perderão a mamata com relação aos impostos e irão embora...

...fica lógico o interesse dos paulista em acabar com um pólo industrial na região norte. As empresas que saírem daqui irão direto para o ABC.

2 pontos:

1 - Poucos sabem, mas no auge do ciclo da Borracha, o Estado do Amazonas foi um dos que mais contribui para com o Tesouro Nacional (em média 25%). Além de abonar grande parte das dívidas dos "todo poderosos" Rio e São Paulo. Ou seja, bancamos os riquinhos lá durante as vacas magras e hj eles querem nos ferrar de vez...

2 - Todo brasileiro enche a boca pra falar: "A Amazônia é nossa", "Pq a floresta é patrimônio nacional" e todo aquele blá, blá, blá politicamente correto. A verdade que poucos sabem da realidade daqui ou melhor, não sabem de porra nenhuma. E isso fica claro quando a ignorância impera nos preconceitos com quem é do Norte e na imbecilidade de quem ainda acha que aqui é um reserva indígena.

...às vezes eu penso de maneira bem mercenária. Não temos um potencial absurdo em nosso território? Certo.

Ninguém do país dá a menor bola pra gente e só lembram de nós quando o assunto é Ecologia ou sugar benefícios as nossas custas? Certo.

Então pq diabos ainda honramos a tal "Pátria Amada"? Que no final das contas mal sabe da nossa existência?

Se é pra vender-se criar laços, vamos fazer isso com alguém que possa nos dar um maior número de vantagens.

Em tempo: a maioria das ONG´s, institutos de pesquisa, empresas e profissionais ligados ao meio ambiente que operam aqui são gringos. Provenientes da Europa.

Mas aí surge a dúvida: primeiro foram os portugueses, depois o sudeste brasileiro, e agora? Vamos ser capachos dos gringos?

Não sei, sinceramente não sei se os gringos vão só querer sugar tudo aqui e cair fora, mas creio que não.

Numa época em que o mundo está cada vez mais se voltando para as fontes de energia naturais, para a pesquisa de medicamentos na flora e para preservação do meio ambiente, as expectativas são bem melhores do que ficar fazendo parte de um país sem verba, respeito ou memória sobre nós...

Em todo caso só temos duas alternativas:

...viramos mais um produto a ser sugado até o fim pelos gringos (vide o puteiro que Cuba foi para os E.U.A antes de Fidel)...

ou


... viramos uma capital mundial devido
a importância do que temos aqui.


O tempo, só ele, vai dar a última palavra.

Selph - 6:47 AM