<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

tiradas (quase) anônimas

Assim como o banheiro de uma casa é a sala de leitura da família, o banheiro de uma empresa é o fórum democrático dos empregados.

Ali, e somente ali, vc pode exercer o seu direito de expressão. Sem medo de sofrer represálias dos que estão mais acima na hierarquia empresarial, ou dos colegas que vc sacaneia...

E como todos devem saber, essa liberdade de expressão fantástica é feita por meio de canetas tinteiro e pincéis atômicos. Pichação mesmo. Algumas são idiotas, chatas e sem fundamento, tipo:

“Tô com DST e usei este vaso”

“Fulano de tal dá pra Beltrano”

“Fulana é gostosa e já comi”

“Parem de pichar o banheiro!” (porra! essa é contraditória ao extremo!)

“Vc já falou com Jesus hoje?” (rapaz, o que tem de crente pichador não é mole)

“Entre quatro paredes...” (manjada!)

“Essa é mais velha que minha avó!” (em resposta a manjada, uma mais manjada ainda!)

“Só tem gay e corno aqui!”

"Senta nessa p*** " (e o desenho da dita cuja)

...e por aí vai.

Entretanto há outras que tmb são idiotas e sem fundamento,porém, divertidas. Lembro que faz muito tempo atrás, um dos operadores da linha (anônimo obviamente, e é essa a vantagem) fez uma novelinha sobre os gerentes, diretores e o Staff da produção.

Putz! Hilário! E o melhor de tudo era que se tratava de uma tira engajada. Além de falar as besteiras normais, revelava um monte de podres dos caras. Coisas como quem metia a mão, quem tinha caixa 2 ou desviava carga...

Logicamente o pessoal da limpeza apagou todas. Nunca acharam o autor, pouco depois ficamos sabendo que tudo era verdade. Como? Felizmente a “banda podre” que era personagem principal das tiras levou as contas do dia pra noite. Quer maior prova do que essa?

O tempo passou e um dia eu descubro que um dos boys da área de Finanças tmb gosta de blogs. Até tem o seu, mas não vou divulga-lo aqui por motivos óbvios. Pois bem, eis que ontem estava atendendo um chamado no Financeiro, quando vejo a figura vislumbrando o antigo In Loko Again

Felizmente não era o último post (que tem um link pra cá), mas sim um que faz parte dos primórdios daquele blog.

E não é que hj chega em minha caixa postal um plágio sobre estas figurinhas que estavam postadas por lá?


link nas figuras para descrição









Elas faziam parte de uma brincadeira que eu fiz no I Eu, sacaneando alguns tipos característicos do meu trabalho e faculdade.

O boy só fez aplicar a técnica milenar do CTRL + C / CTRL + V e mandou pelo correio para os amiguinhos “de menor” da empresa. Só tem um probleminha...

Ele deu nome aos bois! Ao lado de cara figura ele colocou o nome de algum funcionário que correspondesse ao que estava escrito. Se fosse só isso tudo bem, mas...

O maldgito, sem noção, quadrúpede e mal parido, não sabe que no Outlook Express é preciso ter cuidado ao “mandar com cópia para todos os contatos”

Sim senhores! O putinho mandou para toda a fábrica. Inclusive para os citados

“Sem querer...” - foi o que o imbecil disse.

Ainda não vi estourar nada. Parece que a donzela só levou uma comidinha no rabo, mas o ruim de tudo isso é se alguém resolver investigar a origem e descobrir este espaço.

Não estou com medo, afinal de contas, no post original eu não citei ninguém. Mas é ruim se alguém com um pouco mais de tutano resolver ir na página raiz e encontrar o link pra cá. Seria fácil demais deduzir quem sou aqui dentro...

Quer saber?

Me senti até como aquele artista anônimo das tiras de outros tempos...

Só que em vez do banheiro, desta vez foram os computadores.

É, de certa maneira até que o feito do boy teve o seu valor. Porém, espero sinceramente não ficar .

Selph - 9:57 AM