<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

diferente ?!

Esse fato aconteceu na semana passada. Já o tinha postado em outro espaço, mas era apenas um teste. De fato... talvez a minha opinião não agrade a maioria, mas enfim...

Semana passada eu estava mais crítico-sem-causa-ou-razão-aparente, do que de costume...

No CPD em que trabalho tem um toca fitas de carro, desses velhos sabe? Era de um Gol 86 de um colega nosso que trabalhava aqui...

Acontece que a Diretoria inventou de enfiar aqui um boyzinho desgraçado pra porra de um estagio. Pô! Eu já fui estagiário, mas valha-me Deus! Nunca fui tão marrento quanto esse mal parido em questão. O que dá na cabeça de alguns adolescentes pra serem tão pedantes ao ponto de se acharem os donos da verdade?

Pois bem, o merdinha se apossou do nosso som e pra não deixar barato, resolveu colocar as suas fitas escrotas pra tocar, destilando tudo o que a MPB tem de mais chata e pedante(pensando bem até que combina com ele). Começa com Carlito Marrón e vai direto para as novas do panteão de Santo Amaro, passando por Chico César (Mama África!) e termina na “adorável” filhinha da Elis. Sim! Pq o rapaz quer passar a imagem de culto e “inteligente”, além de fazer parte desse estilo babaca “não consumo o lixo comercial e imperialista”. Ai meu saco...

Como alguns espécimes nessa idade, ele tmb tem opiniões formadas em quase tudo, considera-se “diferente” dos outros e consequentemente superior por causa dessa diferença. Sei que julgar os outros é idiotice, mas putz!.... quanta ingenuidade se achar superior por causa disso...

Mas vá lá , as opiniões são dele e se aplicam à ele, logo, quem vai se quebrar (muito ou pouco , aí vai depender do seu grau de esperteza) é o próprio. Contanto que não interfira no meu trabalho, tá limpo! Mas peralá! Que porra de música (no ultimo volume) é essa?

“Olha lá, ele não é feliz
sempre diz que é do tipo cara valente
Mas veja só a gente sabe que esse humor é coisa de um rapaz
Que sem ter proteção, foi se esconder atrás da cara de vilão
Então não faz assim rapaz
Não bota esse cartaz
A gente não cai não...”


Até que estava achando legal. Era bem irônico a figura em questão estar ouvindo uma letra assim, ouvia e cantarolava bem alto. Acho que ele queria dizer alguma coisa com isso...
Até...

“Ê, Ê!
Ele não é de nada
Oía!
Essa sua cara amarrada
É só, um jeito de viver na pior
Ê! Ê!
Ele não é de nada
Oía!
Essa sua cara amarrada
É só, um jeito de viver nesse mundo de mágoas...”


PQP! Que músiquinha mais condescendente da porra!.

“Ele não é de nada” – quanta pretensão! até posso imaginar a cara daquela sem graça cantando isso com aquele sorrisinho escroto no canto dos lábios. Do tipo: “Eu sou foda...”

Meu Deus! Pq existe essa falsa humildade? Essa corja que acha que pensa e se sente superior por isso? Tudo bem! Ignorância é vizinha da maldade, e é uma merda em termos gerais. Mas se pra adquirir “cultura” é preciso ficar assim, ah! véio! Então prefiro ficar burro do meu jeito pra sempre...

Ninguém se toca que o sábio é sempre aquele que em principio admite a sua ignorância...

Que conhecimento só tem valor quando é compartilhado...

Que “idealistas” no geral, sempre morrem de frio...

Que gostar das coisas simples, não significa que vc é só mais um...

Que o sarcasmo e a ironia são coisas que deveriam ser mais bem utilizadas, senão enjoam...

Que o normal, nem sempre é sinônimo de ruim...

Que tudo isso que eu falei é irrelevante, pois ninguém gosta de ser taxado de leigo. Por mais que quem tenha te chamado assim, seja mais leigo ainda.

“Ah! Mas eu sou diferente, isso não se aplica a mim, por que eu sou superior em grande parte a isso”.

Ah! Garoto! Vai a merda vai! Vc é diferente, sei... vc e todo mundo! Ninguém é igual! Grandes merdas "ser diferente". Nesse caso isso é uma coisa a ser considerada, putz! “normal”...

Ah sim! O boyzinho em questão levou uma mijada quente nas costas quando o chefe chegou e reclamou da porra do som alto. Como castigo, pediu pro cidadão guardar todas as suas fitinhas na gaveta e nunca mais escutar isso no trabalho. Hehehe, e olha que a gente sempre escutou o melhor do rock, punk, heavy, grunge e alternativo e nunca nos importunaram...

Isso pq pra bom ouvido, meio volume basta.

É... e o malandro continua enganando o “sábio”...

Novamente.

É. Certamente alguém vai discordar de mim. Fazer o que né?

Selph - 10:42 AM