<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

intranet

Conheci diversas pessoas por aqui.

A quantidade não foi grande, mas como frisei, a diversidade foi espantosa!

Acredito que se não fosse pela Internet, nunca ou dificilmente eu encontraria essas pessoas por aí. Os motivos são vários, mas citarei os 2 mais importantes:

1- Eu sou tímido. Não tenho as manhas de chegar numa pessoa que me interesse.

2- A maioria das pessoas que conheci por aqui não freqüentavam os mesmo locais que eu. Logo, era muito improvável que eu as conhecesse sem a influência da internet.

A Net tem seus méritos quanto a isso. Porém, é triste saber que existem pessoas que ainda acham que ela é fonte de alienação. Acredite, se a pessoa se isola ou aliena, não é por causa do ambiente virtual, e sim por problemas que já estavam com ela muito antes...

Conheci pessoas fantásticas por aqui. Conheci ambientes nos quais nunca pensei que fosse ir. Em contrapartida, tmb conheci alguns seres mesquinhos e sem noção. Mas é fato: como na vida real, na internet tmb existem malas. Umas pesadas e outras leves, algumas se acham uma Sansonite mas não passam uma sacola de feira. Outras são realmente uma Sansonite, porém, cheia de estrume.

Mas quem tá na chuva é pra se molhar (clichêzinho tímido) e eu não poderia reclamar, pois o primeiro meio que escolhi pra conhecer pessoas pela Internet não foi o blog.

Nem as salas de bate-papo

Nem os fóruns

Nem o Orkut

Nem as páginas pessoais

Nem as correntes de SPAM

O que restou?

Sim...

Eles mesmos!

Os sites de...

ENCONTROS!

Existem dezenas deles: American Singles, Par Perfeito, Dando Mole, Super Encontros, Paquera.com, etc.

A principio era uma brincadeira, fiz de sacanagem.

Depois comecei a receber e-mails. Tinha receio de colocar foto e falar de mim, mas em alguns desse sites a sua visita fica registrada no perfil da pessoa visitada. Logo, é bem fácil vc saber quem o visitou ou deu uma olhada em seu perfil. A partir daí a figura tem condições de te achar e quem sabe...simpatizar com vc.

E assim foi. Durante seis meses. Receber e-mails, trocar idéias e marcar encontros.

Era uma roda viva. Mas nunca tinha coragem de ir aos encontros. Até que um dia desencanei e resolvi ir...

É lógico que em sites dessa natureza o objetivo é conhecer alguém legal e se dar bem. Ponto! Esse papo de "fazer amizade" é furado, se te disserem isso é pq não foram com a tua cara mesmo. Paciência.

Por isso é importante ter o desconfiômetro ligado e sacar se tal pessoa é o que vc procura e vice versa.

Já deu pra perceber que na época eu procurava por mulheres, não? Meio óbvio isso.

O mais irônico de tudo isso é que a afirmação da qual elas mais gostam: "os homens não tem imaginação e que são todos uns safados" não se aplica somente a nós.

Eu não estou aqui pra contestar ninguém. Homem em 99,98877899% (e mais alguns quebrados) é safado mesmo, porém, tem muita mina por aí que não fica atrás.

Mas sim, como eu dizia: o lance do desconfiômetro é importante. E no decorrer de alguns meses freqüentando tais locais, vc acaba pegando certas manhas. Como as que estão aí embaixo:

Ah! tais observações tmb foram feitas por amigas minhas que ainda tem cadastro nesses sites. Portanto elas são válidas para o sexo masculino tmb, mas vou me ater apenas as do sexo feminino. Sabe né? Questão de gosto...

@@@


quanto aos nick names:

* plinxexinha, nenêm, bebexinha, xibêbe, naninha, garotinha carente, etc. *

Meio na cara não? A simples ausência de maturidade pra elaborar un nick que preste já demostra o nível da figura. Nicks infantis e "fofinhos" querem dizer duas coisas: Ou que a usuária é uma acéfala que não teve infância ou que é uma verdadeira "coelhinha" e trepa como tal. Conselho? Só meta a cara se realmente ela te der bola, caso contrário não insista. Vc sabe como são as crianças, não agüentam ser contrariadas e se vendem facilmente ao primeiro que lhe der o doce mais gostoso.

* dominadora, sonhadora, empreendedora, apaixonada78, sincera81, amiga feliz e por aí vai *

Cuidado! Geralmente nicks que usam adjetivos são totalmente contrários a realidade de quem os usa. São como iscas, tentam chamar sua atenção por meio de qualidades que elas consideram legais. Mas as chances de que vc fique morrendo de sono com o papo de uma "idealista_xd" ou sofra um ataque dos nervos com as asneiras de uma "sonhadora 81", são grandes!

quanto ao papo:

- Erros de português não são o fim do mundo, mas um "a gente fomos" ou "probrema" é de amargar a existência.

- Fuja de quem só fala em compromissos, ex-namorados ou separações dolorosas. Existe uma grande chance do papo enveredar pra esses assuntos se vcs se encontrarem.

- Se pendurar no telefone é ruim. Vc nem sabe se a pessoa é realmente tudo aquilo que diz. Ser prático e direto (mas não sendo grosseiro) é bem melhor. Além de tudo é uma lástima quando vc se encontra com alguém e percebe que o papo já esfriou faz tempo...

quanto ao local do encontro:

É importante que o local não seja totalmente deserto (vc nunca sabe com quem está lidando) e nem entupido de gente (onde é fácil ela te dar um bolo, caso tenha te visto de longe e não tenha gostado)

Nunca procure alguém pela descrição das roupas. Ninguém vai vestido do jeito que disse. Aliás, se for possível, sempre peça foto.

Avalie bem se ela te convidar pra ir em sua casa no primeiro encontro. Tem minas que moram tão longe que vc tem que voltar pra pegar o passaporte.

quanto as mentiras:

1 - Todo mundo mente. Num grau maior ou menor, e isso vc só vai descobrir depois. Ou não.

2 - Ninguém está completamente sozinho. Sempre rolam "estepes". Mas se a curiosidade for muita pergunte uma vez, se ela desconversar deixa quieto... e não deixe de olhar nas mão dela. Ali, no dedo anelar...

3 - Se a figura não agradou nada de choro. Seja simpático. Nunca, em hipótese alguma comente: "Puxa! Mas como vc está diferente da foto!". Pense comigo: se o site é de encontros é lógico que a foto que pessoa colocou lá é a melhorzinha que ela tinha não?

4 - Mas se a foto não era realmente dela (coisa que acontece muito) aí só resta dizer tchau e virar as costas. Só o fato de ter mentido sobre a aparência já demostra que além de ter baixa estima a pessoa liga muito pra beleza de uma maneira anárquica e arrogante.

última:

Não ligue pra esses manés que dizem que nesses sites só tem putas, carrancas ou imbecis. É claro que tem! Assim como no mundo real. Consequentemente, as chances de encontrar alguém legal neles são tão abrangentes (ou mais) quanto fora deles.

@@@


Ainda assim eu prefiro os blogs...

Selph - 8:41 AM