<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10210114\x26blogName\x3din+loco\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://selph.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://selph.blogspot.com/\x26vt\x3d-2414873366062592404', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

fins

"acabou..."

...disse a menina ao rapaz de lábios balbuciantes à sua frente.

"...acabou!"

Era a exclamação do comerciante após anos e anos de luta contra a falência...

"olha, acabou."

Resposta da moça do guichê ao grupo de adolescentes que dariam a vida pra ver aquele super show.

"acabou! acabou!"

Gritavam os fánaticos após o fim do jogo.

"já acabou?"

Uma interrogação pairava sobre a cabeça da garota sedenta. A resposta vem por meio de um muxoxo do garoto apressado.

"não pode ser... acabou!"

Exclame o quanto mais vc esperava daquele filme.

"é... creio que desta vez acabou..."

Constatação própria e talvez um pouco precipitada sobre um período que vc considerou importante em sua vida.

"agora. é a hora. hora de acabar com isso. o show acabou. e o sofrimento tmb"

Reza a lenda do suicida...

"Sumiu! hehe... acabou!"

Alguém em frente ao espelho após a tempestade cinza.

"Acabou."

Um dia o Destino dirá
.
.
.
.
pra vc.

"Acabou. Mas foi bom pq aconteceu."

E quem sabe vc responda isso de volta. Sorrindo embaixo de uma chuva no fim da tarde. Em qualquer abril mítico e distante...

+ + +


Talvez a vida seja feita de recomeços. Mas o fins tem a sua importância e beleza, além de serem bem mais lembrados.

Selph - 8:37 AM